Já escovou os dentes hoje?

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Estudo liga infecção na gengiva a risco de câncer
27 de maio, 2008 - 10h55 GMT (07h55 Brasília)

Infecções na gengiva podem ser um sinal de um maior risco de câncer tanto em fumantes como em não-fumantes, segundo uma pesquisa realizada pelo Imperial College de Londres.

O estudo, publicado no jornal especializado Lancet Oncology, concluiu que aqueles com histórico de infecção na gengiva tem 14% mais chances de desenvolver câncer comparados com aqueles que não têm.

A equipe estudou os registros médicos de 50 mil homens americanos desde 1986 e concluiu que aqueles com problemas na gengiva tinham 30% mais chances de ter câncer no sangue, como leucemia, 36% mais chances de ter câncer no pulmão, quase 50% mais riscos de câncer no rim e um aumento semelhante no risco de câncer no pâncreas.

Pesquisas anteriores sugeriram que os riscos maiores eram entre fumantes, mas o estudo do Imperial College sugere que mesmo em não-fumantes a presença de infecção na gengiva pode representar um maior risco de câncer.

Os cientistas não constataram um aumento no risco de câncer no pulmão em não-fumantes com histórico de infecções na gengiva, mas verificaram um ligeiro aumento no risco geral de câncer neste grupo - e um aumento comparável ao de fumantes nos casos de câncer de sangue.


Explicação

Há várias teorias que tentam explicar as razões da ligação entre infecção na gengiva a outras doenças.

Os pesquisadores sugeriram que o problema pode ser um sinal de uma fraqueza no sistema imunológico que poderia também permitir o desenvolvimento de câncer.

“Os resultados indicam uma associação na resposta do sistema imunológico à inflamação, o que pode levar a uma suscetibilidade tanto a doenças periodontais como a câncer no sangue”, diz o estudo.

No entanto, os pesquisadores também dizem que infecções persistentes na gengiva podem levar a mudanças na resposta imunológica, facilitando o desenvolvimento de câncer, ou que a bactéria que causa a infecção na gengiva possa estar diretamente causando câncer nos tecidos da boca e da garganta quando engolida.

Mas os cientistas não chegaram a recomendar que aqueles que têm problemas na gengiva procurem o médico em vez do dentista.

“Nesse momento, nós acreditamos que qualquer recomendação para a prevenção de câncer com base nesses resultados pode ser prematura. Pacientes com doenças periodontais devem ir ao dentista independentemente do impacto no risco de câncer”, concluíram.

Bom estamos no Brasil e não é muito fácil seguir as recomendações odontológicas básicas como visitar seu dentista a casa 6 meses, mas alguns cuidados podem ser realizados diariamente! Trocar a escova de dentes a cada 2/3 meses, usar fio dental e escovar os dentes depois das refeições não é uma atitude impossível e nem onerosa. Agora o negócio é escovar os dentes corretamente! Sim! Corretamente, não adianta escovar 50 vezes por dia e não limpar nada! De nada adianta a força, escovar os dentes é questão de movimentos corretos. Outra coisa, você deve escovar atrás dos dentes e também sua língua. Veja vídeo explicativo!




Lê por feed/e-mail, clique aqui!


Se mesmo assim escovar os dentes não te agrada, então olha nesse link aqui 90 motivos para você mudar de idéia!

0 Observações: