Ser criança no Brasil? Falta pouco para ser bom, será?

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Índice de Desenvolvimento Infantil melhora em todos os Estados
Da BBC Brasil em Brasília Denize Bacoccina 22 de janeiro, 2008 - 10h31 GMT (08h31 Brasília)


O Índice de Desenvolvimento Infantil (IDI) calculado pelo Unicef, a agência da ONU para a infância, mostra melhora nos indicadores em todos os Estados brasileiros entre 2004 e 2006.

O IDI é composto por quatro indicadores básicos: número de crianças menores de seis anos morando com pais com escolaridade precária, cobertura vacinal em crianças menores de um ano, cobertura pré-natal de gestantes e crianças matriculadas na pré-escola.

Em 2004, apenas o Estado de São Paulo era classificado como de desenvolvimento infantil elevado, com IDI superior a 0,8 numa escola de 0 a 1.

Avanço

No último relatório, com dados de 2006, também entraram nesta classificação os Estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina, além da região Sudeste como um todo.

Os melhores desempenhos são de São Paulo (0,856), Santa Catarina (0,828) e Rio de Janeiro (0,806).

O avanço foi mais acentuado nos Estados de Alagoas e Amazonas, que no início do cálculo do IDI, em 1999, eram classificados como de desenvolvimento infantil baixo – menos de 0,5.

Em 2006, todos os Estados tiveram IDI superior a 0,5.



* * * * * * *

Ainda falta muito para que seja bom ser criança no Brasil!!! Por exemplo, a violência com a criança deveria entrar nesse índice ou vocês acham que isso não influencia seu desenvolvimento??? Não deveríamos lutar para tirar os “pais com escolaridade precária” dessa situação, porque não incentivar seu crescimento??? Desculpe-me Unicef, mas isso parece mais um índice de controle da pobreza do que desenvolvimento humano e, principalmente, infantil!!! É apenas, mais um argumento para o governo continuar fazendo o mínimo!!!

0 Observações: