Quero ver quem vai pagar a conta do governo!!!

sábado, 16 de fevereiro de 2008

Mundo terá mais 5 milhões de desempregados neste ano, diz OIT
23 de janeiro, 2008 - 22h10 GMT (20h10 Brasília)


O desemprego deve aumentar em 5 milhões de pessoas em todo o mundo em 2008, mesmo com a criação de cerca de 40 milhões de novas vagas, e o nível de desemprego no mundo deve aumentar de 6% para 6,1%.

A previsão é da Organização Internacional do Trabalho (OIT), no relatório Tendências Mundiais de Emprego 2008, divulgado nesta quarta-feira.

O relatório afirma que a desaceleração do crescimento nas economias industrializadas, por causa da crise do crédito nos Estados Unidos, tem sido compensada pelo crescimento acelerado em outras partes do mundo, especialmente na Ásia, mas alerta que o aprofundamento da crise pode aumentar o desemprego.


Desemprego no mundo (em milhões)
1997 - 164,8
2002 - 188,9
2003 - 185,9
2004 - 190,8
2005 - 189,6
2006 - 187
2007 - 189,9
Fonte: OIT

"O cenário do mercado de trabalho internacional está marcado pelos contrastes e pela incerteza", disse o diretor-geral da OIT, Juan Somavia.

Taxa estável

No ano passado, foram criados 45 milhões de novos postos, mas a taxa de desemprego se manteve praticamente estável por causa do aumento da população.

Na América Latina, a taxa de desemprego permaneceu estável em 8,5% em 2007, em relação ao ano anterior. O índice é superior aos 8% de dez anos atrás e menor ao observado há cinco anos, de 8,9%.


Desemprego entre mulheres (em milhões)
1997 - 94,6
2002 - 109,2
2003 - 106,7
2004 - 109,9
2005 - 108,7
2006 - 106,8
2007 - 108,3
Fonte: OIT

A melhora, de acordo com a OIT, deve-se ao crescimento econômico da região nos últimos anos.

O emprego vulnerável aumentou na América Latina, passando de 31,4% do total em 1997 para 33,2% no ano passado. Essa é a única região do mundo onde essa proporção aumentou.

De acordo com o relatório, os números indicam que os postos de trabalho no setor de serviços, onde atua a maioria dos trabalhadores da região, são inseguros, provavelmente mal remunerados e têm condições insatisfatórias.

Pobreza

O relatório também afirma que quatro em cada dez trabalhadores são pobres.


Desemprego entre homens (em milhões)
1997 - 70,2
2002 - 79,6
2003 - 79,3
2004 - 80,9
2005 - 81
2006 - 80,2
2007 - 81,6
Fonte: OIT

A OIT estima que 487 milhões de trabalhadores, o equivalente a 16,4% do total, estão em famílias que ganham menos do que um dólar por dia por pessoa, abaixo da linha da pobreza.

O total de trabalhadores em família com renda inferior a US$ 2 per capita soma 1,3 bilhão, o equivalente a 43,5% do total.

"Para reduzir o número de desempregos e de trabalhadores pobres no longo prazo é indispensável que nos períodos de alto crescimento (econômico) se adotem medidas para criar mais empregos produtivos e trabalho decente", afirma o relatório.
* * * * * * *

Com tanta coisa a ser melhorada neste país, chega a ser irônico pensar que aumentará o número de desempregados. Seria porque é ano eleitoral??? Seria pelo fato dos altos impostos gerados por um trabalhador ao seu contratante??? A grande verdade é que as empresas precisam de mais funcionários para realizarem suas atividades e melhorarem sua competitividade sem esquecer a qualidade de vida das pessoas que fazem parte dela, mas o custo para essa tranqüilidade é alto demais para a maioria das empresas em nosso país. Por exemplo, se o seu salário é R$ 500,00, pode acreditar que você não está saindo menos de R$ 1000,00 reais para a empresa, se a empresa não tivesse que pagar isso, poderia contratar mais um funcionário e/ou você poderia ganhar R$ 1000,00. Mas a realidade é outra!!! Provavelmente, esses R$ 500,00 reais estão cobrindo os rombos do governo e/ou pagando faturas de cartões de crédito corporativo, enquanto você tem que negociar com a Serasa!!!



(fonte da imagem ou absurdo)

1 Observações:

May disse...

Olá,parabéns...Esse blog é muito legal..Adicionei aos meus favoritos...A Estatistica realmente é muito importante na vida de todos nós...Um abraço