Cibervadiagem!!! Nova palavra para o Aurélio!!!

domingo, 9 de dezembro de 2007

Pesquisa mostra aumento da "cibervadiagem" no Brasil
Redação Terra - Quinta, 13 de setembro de 2007, 18h39 Atualizada às 18h44


Funcionários brasileiros gastam, em média, 5.9 horas por semana (ou 71 minutos por dia) durante o expediente navegando na Internet em sites não relacionados ao trabalho. O número representa um aumento considerável sobre a média de 2006 (4.7 horas) e de 2005 (2.1 horas).
A informação é da Websense, que realizou entrevistas com 400 companhias do Brasil, Chile, Colômbia e México, que tinham no mínimo 250 funcionários para o estudo Web@Work America Latina. A pesquisa apurou também que os gerentes de TI entrevistados acreditam que os funcionários passam 7.6 horas por semana na "cibervadiagem".

No México, funcionários admitem gastar mais tempo na semana navegando em sites para fins pessoais, com 9.6 horas em média. No Chile a média semanal é de 5 horas. A média em toda a região é de 1 hora e 27 minutos por dia, ou 7,3 horas por semana, mas os gerentes de segurança de TI estão bem conscientes desta atividade, com 94% admitindo que os funcionários em sua organização gastam pelo menos parte de seu tempo fazendo isto.
Na realidade, os gerentes de TI dizem, em média, que seus funcionários gastam 1 hora e 47 minutos por dia surfando por diversão a partir de seus PCs de trabalho - ou 9 horas por semana - ligeiramente mais do que os funcionários admitem.

As páginas mais acessadas são as de sites financeiros. No total, 76% dos funcionários brasileiros admitiram tê-los acessado este ano. Os sites de notícia, que no ano passado eram acessados por 74% dos funcionários durante o expediente, diminuiu para 40%. Sites de email mantiveram o terceiro lugar na preferência e o mesmo índice de 2006, 32%.
O acesso a blogs subiu de 4% para 14% em 2007.

Os brasileiros são os que mais aproveitam o uso de instant messaging no trabalho. No total, 8% dos trabalhadores se comunicam com os amigos durante o expediente.

Os trabalhadores brasileiros também são os que mais podem colocar em risco os computadores da empresa, com 44% deles enviando trabalho para o email pessoal para trabalhar em casa. Entretanto, apenas 2% dos trabalhadores acessam acidentalmente ou propositalmente sites com conteúdo adulto, sendo o mais baixo índice encontrado.

Para a realização do estudo, foram realizadas 100 entrevistas em cada um dos países, sendo 50 com funcionários e 50 com gerentes de TI.

O quê?? Você está lendo esse comentário em pleno expediente!!!! Tá de "cibervadiagem"!!! Pois é você não deve ser o único!!! Temos que cuidar é para não deixar nossas responsabilidades profissionais prejudicadas pelo desejo de nos comunicar com o mundo de forma tão cômoda quanto é a Internet! Sempre tem alguém que quer o seu lugar (que mal ? mas é verdade). Então se você gosta do que faz, cuide de sua reputação profissional... já se não gosta muito... aproveite para mandar uns currículos!!!

0 Observações: