Voar é coisa para passarinho!!!

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Consumidores planejam mais viagens de carro, diz pesquisa
Simone Cunha - Colaboração para a Folha - 26/07/2007 - 10h27

Os brasileiros devem trocar o avião pelo carro nas viagens de férias de fim de ano. Segundo pesquisa da FGV (Fundação Getulio Vargas), realizada até 20 de julho, 39,5% dos consumidores estão planejando viajar de carro nas férias. Viagens de avião estão nos planos de 37,8% dos consumidores.

Segundo o coordenador de sondagens e levantamentos da FGV, Aloísio Campelo, a diferença poderia ser ainda maior para as viagens de automóveis não fosse o aumento no número de consumidores de renda mais baixa que pretendem viajar de avião. "Surgiu um novo consumidor da concorrência entre as empresas aéreas, que hoje têm até vôos noturnos e fazem inúmeras promoções", diz.

O resultado da pesquisa neste mês segue uma tendência que começou ainda no ano passado, após o acidente com um Boeing da Gol, em setembro, e atrasos e overbooking nos aeroportos brasileiros.

Segundo Campelo, a queda não tem relação com o acidente com o Airbus da TAM.

Em outubro, 45,2% dos consumidores apontavam o avião como provável meio de transporte para suas viagens de férias. Em novembro, o índice foi de 35,7%, ficando atrás do automóvel, que foi apontado por 37,1% dos consumidores.

Neste ano, houve apenas dois meses --março e maio-- com queda na intenção das viagens de automóvel. As viagens de avião estavam recuperando espaço nos planos dos consumidores, mas as quedas na participação total nos últimos meses fizeram o automóvel voltar à dianteira na pesquisa.

A queda na intenção de viajar de avião em julho foi maior nas famílias com renda acima de R$ 9.600. Segundo Campelo, 62,1% dos consumidores dessa faixa de renda pretendiam viajar de avião em julho de 2006. Neste mês, caiu para 47,2%.

Entre as famílias com renda até R$ 2.100, houve aumento de 14,4% para 28% no mesmo período. "Esses consumidores querem viajar de avião e não se importam com os problemas."
É do jeito que as coisas andam... melhor mesmo é se garantir por terra... ou quem sabe fazer um cruzeiro, sem esquecer do Titanic, é claro.

0 Observações: