Uma vacina, realmente, importante!

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Vacina contra diarréia pode estar disponível em 2013
13 de janeiro, 2003 - Publicado às 12h45 GMT

Uma vacina para a diarréia pode estar disponível em dez anos, de acordo com cientistas em Bangladesh.

Cerca de 1,5 milhão de pessoas em todo o mundo morrem de diarréia todos os anos.

E vários milhões são hospitalizados para receber tratamento de reidratação.

Pesquisadores do Centro Internacional para Pesquisa em Diarréia, na cidade de Daca, já estão em fase de testes das vacinas.

Salvando vidas

O centro tem um hospital que trata 140 mil pessoas que são afetadas por diarréia a cada ano, na capital de Bangladesh.

As pesquisas testam vacinas para o parasita causador da cólera e para o rotavírus (um dos principais causadores da gastroenterite), que poderiam reduzir mortes por diarréia em países em desenvolvimento em até 70%.

"Estamos estudando a vacina para o rotavírus, a vacina para a cólera e algumas outras", afirmou Filudis Khatri, um dos responsáveis pelos estudos.

"Esperamos ter uma vacina em dez anos, principalmente para crianças, que são as que mais necessitam de proteção", disse Khatri.

"Se o número de casos de cólare e de diarréia for reduzido, cerca de 60% a 70% da mortalidade infantil causada por diarréia poderia também ser reduzida", acredita o médico.

Rob Breiman, chefe do Programa de Doenças Infecciosas do centro concorda.

"O rotavírus é responsável pela hospitalização de 35% a 40% das crianças com diarréia, o que é uma proporção grande. Se você levar em conta que a maioria dessas crianças não vai ter acesso a tratamento hospitalar e vai morrer de desidratação, uma vacina que pudesse impedir a ocorrência da diarréia salvaria muitas vidas".

Breiman é um dos vários cientistas estrangeiros que trabalham no centro, considerado um dos mais avançados do mundo em pesquisas do gênero.

Breiman, que trabalhava anteriormente no Centro de Controle de Doenças em Atlanta, nos Estados Unidos, acredita que, por Bangladesh ser tão superpopulado, o país seria um dos que se esperaria que novas doenças possam surgir".

Para ele, "esse centro é provavelmente o único lugar do mundo em que se pode fazer pesquisa de ponta onde o problema acontece".


Espero que eles descubram logo essa vacina, pois rotavírus faz estragos
gigantes com adultos (experiência própria) imagine em uma criança.


0 Observações: