Uma antena de celular é apenas uma antena!!!

sábado, 4 de agosto de 2007

Torre de celular é inofensiva, diz pesquisa
26/07/2007 - 15h04 - Atualizado em 26/07/2007 - 15h47 - Do G1, com informações da Reuters

As torres de telefonia celular, vistas como responsáveis por problemas que variam de dores de cabeça ao câncer, não têm efeitos de curto prazo sobre a saúde, de acordo com um estudo britânico publicado esta semana.


Cientistas independentes da Universidade de Essex divulgaram um dos maiores estudos para determinar se sintomas como tensão, ansiedade e cansaço podem ser vinculados às antenas de telefonia móvel que transmitem sinais convencionais de segunda geração (2G) e de terceira geração (3G), de freqüência mais alta.

A equipe de cientistas testou 44 pessoas que já tinham informado sintomas de sensibilidade à tecnologia de telefonia móvel e 114 pessoas que não haviam reportado qualquer problema de saúde, em um laboratório especialmente projetado.

De acordo com o estudo, o batimento cardíaco, pressão arterial e condutividade cutânea -- considerada como bom indicador da resposta fisiológica ao estresse ambiental -- dos participantes não sofreram alterações quando uma torre celular era ligada ou desligada.

"É evidente que os indivíduos sensíveis estão sofrendo sintomas reais, e muitas vezes apresentam baixa qualidade de vida", disse a professora Elaine Fox, a pesquisadora que comandou o estudo de três anos. "É importante determinar, agora, que outros fatores poderiam estar causando esses sintomas, de modo que pesquisas apropriadas e estratégias de tratamento possam ser desenvolvidas", acrescentou ela.

David Coggon, professor de medicina ocupacional e ambiental da Universidade de Southampton, disse que o mais recente estudo era consistente com outras pesquisas que sugerem que a chamada "eletro-sensitividade" de algumas pessoas é mais psicológica e não um efeito tóxico das ondas de rádio, na maioria dos casos.

Mesmo assim, a crescente preocupação pública sobre os possíveis riscos de saúde gerados pela telefonia celular gerou protestos no Reino Unido contra os planos das operadoras para instalar torres perto de escolas ou hospitais.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem informado que análises conduzidas até agora mostraram que a exposição a baixas freqüências de rádio não produz qualquer efeito adverso conhecido à saúde.
Mas a entidade também afirma que mais pesquisas precisam ser feitas sobre o assunto.

Torre residencial

Para Marcelo Zanatelli, do curso de Engenharia Elétrica da FEI, além dos problemas causados pela irradiação serem quase inexistentes -- pois a potência de transmissão é baixa e as distâncias fazem com que o sinal chegue atenuado -- outros possíveis problemas das torres, como a atração de raios, também não devem preocupar a população.

"Como é uma antena, há um perigo relativo a atração de raios. Porém, um para-raio resolve isso facilmente, e sua incorporação às antenas é um procedimento padrão exigido para sua instalação", afirmou.

Além desses dois detalhes, é preciso atentar para outras normas de segurança para sua instalação, especialmente no caso desta ocorrer em prédios residenciais. "Mas não há perigo. Eu moraria sem problema algum em um prédio com uma torre de celular", disse Zanatelli.


Difícil vai ser por fim as lendas da internet!!!

0 Observações: