Áreas de não-fumantes... puro charme!!!

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Áreas de não-fumantes são inócuas, diz estudo
24 de fevereiro, 2004 - 12h38 GMT (09h38 Brasília)


Áreas de não-fumantes em restaurantes e bares não protegem as pessoas dos efeitos do cigarro, diz um estudo australiano. Sanitaristas na Austrália fizeram testes em 17 locais com áreas de fumantes e não-fumantes.

Os níveis de nicotina e outros produtos químicos são mais baixos em áreas de não-fumantes, mas ainda assim são relativamente elevados.

Em artigo no jornal Tobacco Control, os médicos da Unidade de Saúde Pública de Sydney argumentam que apenas locais livres de fumantes oferecem proteção total.

Risco

Milhões de pessoas no mundo inteiro sofrem como fumantes passivos. Na Grã-Bretanha, estima-se que mil pessoas morrem por ano por serem fumantes passivos.

Muitos bares e restaurantes introduziram áreas de não-fumantes como forma de proteger clientes e funcionários.

Os médicos testaram a qualidade do ar em cada um dos 17 clubes, nas áreas de fumantes e não-fumantes. Eles concluíram que áreas de não-fumantes, na melhor das situações, reduzem em 50% os níveis de fumaça.

'Marginal'

Os médicos disseram que em salas separadas para não-fumantes, a situação é apenas um pouco melhor. Essas salas também têm altos níveis de químicos cancerígenos.

"Áreas de não-fumantes podem assegurar alguma redução no nível de exposição de indivíduos ao ambiente enfumaçado. No entanto, essa redução pode ser marginal", disseram os pesquisadores.

O grupo antitabagista britânico ASH deus as boas vindas ao estudo.

"Essa nova pesquisa confirma que áreas de 'não-fumantes' no setor de hotelaria não funciona", disse Deborah Arnott, diretora do grupo. "Elas não protegem as pessoas de forma apropriada porque a fumaça é levada pelo ar. E também não protegem os funcionários de forma nenhuma, porque eles têm que trabalhar em áreas de fumantes".

"A evidência científica é clara. Precisamos de legislação para impedir o fumo em área de trabalho e em recintos públicos fechados. O tempo das desculpas e meias medidas passou."

O governo britânico até agora tem resistido a apelos para que seja proibido o fumo em locais públicos.

Em março, a Irlanda foi o primeiro país da Europa a aprovar essa proibição.
Minha opinião continua a mesma... cada um sabe o risco que
deseja correr... só espero que se criem leis justas e sem preconceito!!!

0 Observações: