Leite quente não dói só nos dente da frente...

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Leite aumentaria risco de câncer no ovário, diz estudo
29 de novembro, 2004 - 18h02 GMT (16h02 Brasília)

O consumo exagerado de leite pode aumentar os riscos de as mulheres desenvolverem câncer de ovário, revelou um estudo sueco publicado na revista científica American Journal of Clinical Nutrition.

A pesquisa, realizada pelo prestigiado Instituto Karolinska,
acompanhou mais de 60 mil mulheres.

Os pesquisadores concluíram que mulheres que bebem dois ou mais copos de leite por dia aumentam os riscos em até 50% de desenvolverem formas mais agressivas da doença.

Leite e produtos derivados do leite já haviam sido associados a outros tipos de tumores malignos, como os de seio e próstata.

13 anos

As mulheres foram acompanhadas durante cerca de 13 anos e tinham entre 38 e 76 anos de idade.

Durante esse período, 266 mulheres foram diagnosticadas com câncer de ovário - 125 delas com uma forma mais agressiva da doença.

Os pesquisadores constataram que as que ingeriam mais de quatro porções de produtos derivados de leite por dia corriam o dobro do risco de mulheres que consumiam menos de duas porções.

Os suecos descobriram que o leite seria o alimento mais associado ao câncer de ovário.

As mulheres que bebiam dois ou mais copos desenvolveram mais a doença do que as mulheres que não consumiam leite, ou consumiam apenas em pequenas quantidades.

A razão da associação do leite com a doença ainda é desconhecida. Mas uma teoria aponta a lactose, um tipo de açúcar encontrado no leite, como um possível estimulante de hormônios que, por sua vez, estimulam o crescimento de tumores.

Kate Law, da organização Cancer Research UK, responsável por pesquisas da doença na Grã-Bretanha, disse que ainda não está claro como os nutrientes, bem como a distribuição da gordura corporal, afetam o aparecimento de um câncer.

"Outras pesquisas já haviam apontado a lactose como um fator de risco para o câncer de ovário. Mas tudo ainda está meio obscuro. Outras pesquisas mostraram que o consumo de leite desnatado, por exemplo, representaria um menor risco", disse Law.

A especialista disse esperar os resultados de um outro estudo em andamento, com mais de 500 mil pessoas, que avaliará com maior clareza o impacto da dieta no surgimento de tumores malignos.

Por enquanto, Law recomenda, por via das dúvidas, uma dieta balanceada.


Socorro!!! Vou fazer parte dessa estatística daqui alguns anos... ai ai ai... eu bebo, aproximadamente, um litro de leite por dia... antes de dormir é sagrado... Sorte da mulher que não tem esse vício!!! Vou tentar diminuir meu consumo... a palavra câncer, realmente, me assusta!

0 Observações: