Homens, cuidado. Seu rosto é um livro aberto!!!

quarta-feira, 25 de abril de 2007

Mulher pode ler o homem pelo rosto, diz pesquisa
10 de maio, 2006 - 12h35 GMT (09h35 Brasília)


Basta olhar no rosto de um homem para que uma mulher consiga aferir sua masculinidade, dizer se ele gosta de crianças, se é gentil, e se é o tipo ideal para uma relação de longa duração.

A conclusão é de uma pesquisa realizada pelas universidades de Santa Barbara e de Chicago, nos Estados Unidos e divulgada nesta quarta-feira. O estudo foi publicado na revista científica britânica Proceedings of the Royal Society B: Biological Studies.

"A pesquisa mostrou que as mulheres conseguem fazer avaliações precisas sobre a masculinidade de um homem e seu interesse por crianças só de olhar no seu rosto", segundo Dario Maestripieri, co-autor do estudo e professor de desenvolvimento humano comparativo da Universidade de Chicago.

De acordo com o pesquisador, o estudo mostrou ainda que "as mulheres valorizam a masculinidade como um fator que contribui para relações de curto prazo e o interesse de homens por crianças como sendo um fator que os torna mais propícios para relacionamentos de longo prazo".

Estudo

O estudo científico foi realizado entre um grupo de 39 homens, com idades entre 18 e 33 anos. Os pesquisadores mostraram a cada um dos homens fotos de adultos e de bebês e pediram que eles dessem notas para cada adulto e bebê retratado. Os autores do estudo também testaram a saliva dos pesquisados para medir seus níveis de testosterona.

As fotos dos participantes masculinos da pesquisa foram mostradas a 29 mulheres. Os pesquisadores pediram que elas avaliassem os homens em quesitos como "gosto por crianças", "atração física", "gentileza", e "masculinidade".

Em seguida, elas eram solicitadas a avaliar quais dos homens seriam apropriados para relacionamentos curtos e quais deles seriam os melhores para ligações duradouras.

A pesquisa mostrou que a maior parte das mulheres consultadas soube avaliar de forma precisa quais os homens que gostavam de bebês e souberam distingüir os que tinham altos níveis de testosterona dos que não tinham.

Os homens que indicaram que gostavam de crianças foram avaliados corretamente por 20 das 29 mulheres consultadas. E os homens que não mostraram interesse por crianças foram julgados de forma precisa por 19 mulheres.

Os pesquisados julgados como tendo o mais alto nível de masculinidade foram também tidos como os mais apropriados para relacionamentos de curto prazo. Aqueles que demonstraram maior interesse por crianças, foram considerados os melhores para relacionamentos de longa duração.
Os homens que se cuidem... será que poderíamos incluir essa qualidade no chamado "sexto sentido" feminino?


O título deste post foi sugerido por Bruno Melo,
o guardião da Verdade Absoluta,
meu blog predileto.

0 Observações: